02 junho 2014

CorelDraw X7 x CorelDraw X6 Diferenças e Personalização "Total" da Interface

2.6.14


CorelDraw X7 x CorelDraw X6 Diferenças e Personalização "Total" da Interface

CorelDraw X7 Interface "Totalmente" Personalizável. Saiba a diferença em Relação ao CorelDraw X6

Uma Visão Básica da interpretação e diferenças entre Total e Parcial Personalização! (vídeo no final do post) 

Uma das coisa que sempre me deixou muito satisfeito e a vontade com o CorelDraw é exatamente o quesito PERSONALIZAÇÃO TOTAL, apesar de saber que ainda faltavam alguns detalhes para que pudéssemos personaliza-lo de uma forma mais rápida e intuitiva.


Sempre apostei neste software como sendo um dos mais promissores dentre seus concorrentes!

Recentemente, antes do lançamento oficial do CorelDraw X7, estava eu terminando meu Guia de Atalhos do CorelDraw X6, quando vaza um vídeo do provável CorelDraw X7, o verdadeiro. A essa altura já se passavam dois anos que o CorelDraw X6 havia sido lançado.

No Dia pensei comigo, "pronto, Agora a Corel Sacou o Que o Usuário Quer"!

Quando assisti ao vídeo, pensei logo, pronto agora a Corel Sacou o que os usuários estavam falando. 'Agora sim seremos imbatíveis, teremos controle total sobre nossas ferramentas, finalmente teremos um software feito com a nossa cara, com as nossas personalizações exclusivas ou quem sabe importaremos as nossas personalizações de costume, nó vai faltar adequar ao CorelDraw X7'.


Ledo engado, nem eu poderia mais importar minhas áreas de trabalhos, construídas e adaptadas realmente ao meu estilo e fluxo de trabalho, bem como não poderia mais usar meus arquivos de preenchimentos, os  .PAT , pois os arquivos agora são .FILL. Meus preenchimentos de Padrão Vetorial não teriam mais utilidade assim como não poderia desfrutar de minha biblioteca pessoal. 

Além disso, muitos de meus arquivos com versão abaixo da 5.0, não podem mais serem abertos ou importados pela NOVA VERSÃO e muitos de meus pacotes são relíquias em (.cdr). Não teria porque qualquer outro Corel, acima da versão que criou os arquivos, não abrir tais arquivos.

As ferramentas não podem mais flutuar, limitando as preferências dos usuários à uma nova forma de personalização fixa.  

Leveza do ser!
A sensação de peso em relação ao CorelDrawX6 é, ao meu ver gritante, fiz testes em diferentes configurações e mesmo assim deu para perceber uma pequena obesidade mórbida nesta versão. Arquivos leves de versões mais antigas demoraram um tempo considerável. 

Percebido nos meus testes e por muitos outros usuários, mas nada anormal para o CorelDraw do lançamento.

Aquela nuvem que passa lá em cima sou eu!?

A dependência desnecessária das "nuvens" torna o processo um tanto mais lento do que o convencional. Geralmente arquivos de dentro de meu HD trabalham em velocidades muito acima das velocidades atuais das operadoras aqui no Brasil, não há o que questionar. Isso só faz com que muitos usuários nem se atrevam a chegar perto deste novo método de integração e associação!

Acidentes acontecem na Rede (nuvem) em dois computadores na linha de produção, isso não!

A poucos dias tivemos o exemplo da Adobe Criative Cloud, que teve sua nuvem perfurada por um pássaro desgovernado, deixando muita gente sem trabalhar. Não só sem trabalhar, sem receber, perdendo contratos de trabalhos, deixando de entregar de imediato seus compromissos e, o pior de tudo, ficando literalmente nas "nuvens" mãos da corporação.

No caso da Adobe, vi alguns clientes desesperados, sem saber o que fazer, querendo "matar" um filho de "Cruz Credo" que pariu esta ideia de "nuvem".

Bons Tempos do Pacote Completão Real! (Físico)

Bons tempos quando você comprava seu CD/DVD e vinham todas aquelas novidades, Livro, Manual Capa Dura, Box Completo, Certificados de garantia, número de séria, coisas que hoje em dia poderiam, apenas serem atualizadas pela rede, mas que permanecessem do mesmo jeito que eram. Minhas de Fato, do comprador do produto, de forma real e palpável.
Mas aí vem um "intelijumento" e me fala...ah mas isso não vai acontecer com a Corel! Sabe de nada inocente!
No caso da Corel, vocês acham mesmo que estão livres de um desastre destes? E quando chegar a um ponto em que as ferramentas, em sua maioria, dependerem cada vez mais de recursos em "nuvem"? 

O que você irá fazer? Reaprender outra ferramenta que não tenha dependências externas! E seus milhões de arquivos? Vai encarar uma conversão em lote? rsrsrs

O Progresso é Contraditório!

Sabemos que não faz sentido andar na contramão da tecnologia, mas também não faz sentido algum amarrar-se cada vez mais em recursos externos, tendo disponíveis computadores cada vez mais potentes em nossas mãos e Hds cada vez maiores! 

Isso sim não faz sentido algum, ter uma P#ta máquina, um super HD/Sdd, a placa de vídeo mais (p) das Galáxias e ter que depender de "supercomputadores externos" e da internet para interagir com minhas ferramentas de trabalho! Na verdade a coisa é muito mais real do que um mero controle de usabilidade, Logins e valores. É absolutamente contraditório.

Vamos adotas as Desculpas de internautas Brasileiros?!
Se um cliente meu me pedir uma arte, estando eu na gráfica, sem internet, ou se o sistema por um motivo ou outro se tornar lento ou inacessível, como já vi casos. O que eu vou falar para ele? Vou pedir desculpas, falar para voltar mais tarde? Não, quem sabe eu tente explicar a ele como funcionam as coisas agora, depois da revolução das "nuvens".

Vamos analisar isso do ponto de vista de um  "pintor de paredes", por exemplo.  
Para executar sua tarefa, ele precisa de um pincel, uma broxa ou trincha, bandeja, fita crepe, estopa, um rolo, a tinta ou textura ok.

Depois de pagar o trabalho, o contratante (cliente) não vai querer saber se o rolo do pintos não está mais rolando como antes, ou se sua broxa não é mais a mesma, menos ainda, que para pintar como eu pinto, ele ainda precisa esperar a conexão voltar.

O que não é o caso, ainda, pois o pintor compra suas ferramentas, leva-as para casa e usa-as, quando e como ele quer. É dele, ele pagou, empacotou e agora é de sua posse.

Já algumas empresas, acham que com esta estratégia de nuvem e "Associação" elas podem acabar com a pirataria, defender interesses intelectuais e de propriedades, além de precaver-se de hackrs, aumentar os lucros e mais um monte de ideias de "gerico", que alguém colocou em suas plataformas de consumo.

A verdade é que a grande maioria dos consumidores não quer alugar nada, não está afim de se associar a ninguém, ela quer comprar, ela não quer ser dependente "a de eterno" a um sistema frágil e formado por intenções desnecessárias. Faz muito mais sentido chegar a um denominador comum e expor o produto a um preço justo e atraente, do que prendê-lo e logo em seguida perdê-lo para as concorrências cada dia mais poderosas e acessíveis.

Imagine um mundo em que nada mais seja seu, tudo seja alugado, como muitas coisa já são e nem nos tocamos, como nossos carros, nossas casas, nossas contas bancárias, nossas estradas, nossos softwares e até mesmo nossos governos. Este mundo já existe!
No caso de um carro, dependendo do carro, o aluguel diário pode chegar a R$ 5.00, R$ 8,00 ou mais por dia. Só no IPVA, nas estradas a mesma coisa, alugamos as vias públicas e ainda pagamos uma gorjeta pesada cada vez que temos de viajar.

Com sua propriedade é a mesmíssima coisa, pagas anualmente para que aquilo ainda seja seu, se não pagar o município te toma. No final de sua vida, quando você acha que não tem que alugar mais nada, ainda tem o Jazigo (sepultura) que deve ser paga anualmente, em caso de "compra" do mesmo pela família. 

E, só pra constar, quando você vai vender um imóvel aqui no Estado do Rio de Janeiro, você ainda tem que pagar o "Foro", dinheiro para sustentar a Família Real, é mole. Depois querem que acreditemos em liberdade, ordem, progresso! Não me façam rir senhores.

Cativar um público, atrair usuários novos e mantê-los fieis e apaixonados é uma questão de "feeling", pesquisa direcionada, sacrifícios, astúcia e dinamismo. Porque de livre e "espontâneo pressão" não rola. Os humanos já não são mais assim tão tapados! A televisão pode ter nos deixados muito burros, mas a internet nos trouxe outros horizontes e com isso novas expectativas e visão. 

Quando seus produtos não são alugados, eles são agraciados pela "obsolescência programada", sabe né, programadas para se tornarem obsoletas antes mesmo de serem de fato. Exemplo claro disso, é dos chips como o das Impressoras Epson, que depois de um número X de impressões, dão aquela menagem famosa.

"Certos elementos chegaram ao final de sua vida útil" Consulte suporte técnico. Depois de x número de impressões dias (2) LEDs (variáveis, dependendo do modelo) piscam e, no "Status Monitor" uma mensagem indica "Componentes da impressora estão chegando ao fim da sua vida útil" Em outras palavras: "Jogue sua impressora no lixo e compre outra"  
Aí um russo vai e cria um programa que ferra com esta ideia maliciosa da empresa e a impressora volta a funcionar, apenas necessitando de uma limpeza nas esponjas que filtram a tinta que sobra. Já passou por isso? O nome disso é Desonestidade Programada! No popular Sacanagem.

Para Resolver isso e mostrar para eles que estão errados sobre a impressora, você deve, em primeiro lugar, baixar o sscserve exe (Gratuito) .Ao clicar no ícone do arquivo baixado (sscserve.exe), você inicia a instalação do SCC Service Utility, segue os passos e pronto, cadê o defeito?. No fiofó da empresa? Não na cara de pau deles mesmo!   

Tendenciosas ofertas de Grego!

De uns anos para cá, algumas empresas de tecnologia entraram nesta onda de associação e alugueis de suas ferramentas "plataformas", apostando que esta seria a tacada de mestre. Sendo que não houve por parte deles, pelo menos aqui no Brasil, e eu não soube de nenhuma, pesquisa entre usuários sobre esta ideia de gênio.

A Paixão nos obriga a ir mais longe!

Ano passado, e dias depois do lançamento do CorelDraw X7, este ano, eu mesmo dei uma "rodada" em algumas gráficas no interior e capital do Rio de Janeiro. 

De todas as 20 Gráficas em que visitei, não vou citar nomes por motivos óbvios, nenhuma delas aprovou este método, não porque eles aprovam a pirataria, longe disso, eles todos estavam legalizados. Mas falaram o que pensavam sobre isso tudo.

A questão do aluguel e a dependência da conexão, visto que aqui no Brasil é o lixo do lixo, eles não gostaram nem um puco. Sem falar que não podem mais ter uma estação desconectadas, para eliminar as distrações da rede em relação a funcionários, além de proteção das máquinas de produção e criação. 

Em relação a velocidade no trabalho, eles notaram ainda que, muitos de seus criadores estavam tendo dificuldades na adequação as novas ferramentas conectadas, no Caso o CorelConect, ConceptShare e Arquivos em nuvem.

Sendo assim é muito mais provável que estes clientes dê um bom pontapés na Banda Larga da Corel e se aventurem em outros aplicativos, uns 7 proprietários das 20 Gráficas visitadas cogitaram a possibilidade de usar o INKSkape, que além de free é compatível com o formato SVG, entre outros. 

Imagine o cara sair do CorelDraw, depois de tantos anos, porque eles não querem mais vender e sim alugar e prender o consumidor. já pensou? Segundo eles, o que querem mesmo é comprar e ponto.!!! Quando sair atualização é problema deles!

Segundo a Corel, e com suas palavras: "Simplificamos as ferramentas e as configurações para refletir o seu fluxo de trabalho natural, para que tudo esteja sempre exatamente onde você precisa, no momento necessário. Escolha entre a área de trabalho Lite, Clássica ou Padrão para começar a trabalhar calmamente, depois, use o novo recurso de personalização rápida para adaptar a caixa de ferramentas e as barras de propriedades de acordo com as suas necessidades".

Segundo minha visão e testes:
Descontinuaram a simplicidade de interação com as ferramentas e sua total personalização, deslocamentos, posicionamentos e opções de importação. 

Além de erros de Programação e falta de observação aos detalhes mais importantes, aberrações nos novos formatos de Pat. a impossibilidade de importação da área de trabalho anteriores e a super valorização da tela de boas vindas e tem mais esta de não abrir mais arquivos nativos da versão 5 e outros detalhes que ainda estarei passando para todos.

Conforme digo no vídeo a Palavra "totalmente" deve ser respeitada em sua totalidade, não querendo fazer um trocadinho, mas é este seu sentido.

Sem isso, o sentido de liberdade e de flexibilidades que tínhamos até o CorelDraw X5 e que ainda permanecia "em parte" no X6, se perdeu completamente nesta Nova Versão.

No vídeo que falo sobre a personalização da área de trabalho do CorelDraw X6, Aqui: http://youtu.be/oF2VKWzE6Jg mostro e defendo o quão personalizável é a versão X6, assim como as anteriores eram.

Apesar dos esforços da empresa para um estágio de "Total" personalização e liberdade, nunca tivemos tão presos a recursos cada vez mais pesados e desnecessários.

Assistam ao vídeo e tirem você mesmo sias opiniões sobre o tema!

Espero que gostem de minha opinião, livre de maquiagens, amarras e sincera sobre fatores que, para usuários novos, não farão muita diferença, mas para os mais experientes, acaba por enfraquecer o relacionamento. rsrsr 

Se quiser deixar alguma pendência (erro) que esteja lhe incomodando nesta versão, algo que não concorde ou está faltando, deixe aqui seus comentários e agregue valor a este conteúdo. Outras gerações irão nos agradecer. Um forte abraço em todos. 

Em breve novas análises e novidades!

Não esqueçam de: rsrsr já sabem não preciso nem pedir rsrsr

Postado por

Elieser da Silveira ou Léo, para os íntimos é o idealizador, redator, editor e um dos pioneiros no Brasil no uso e divulgação do Aplicativo de Design Gráfico CorelDraw. Usuário apaixonado desde a versão 2.1, dedica grande parte de seu tempo em compartilhar seu conhecimento e arquivos gráficos, através deste espaço. Design Gráfico, arte finalista, marido, pai e compartilhador do saber!

2 comentários:

  1. Falou tudo companheiro!!! Esse X7 e essas benditas associações, só Jesus na Causa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Anderson pelo comentário, é isso mesmo, só jé na causa!

      Excluir

Fique a vontade para Comentar:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

Leia as regras na Página Contato:
Aqui o espaço é meu, é seu, é nosso!!! Corel na Veia, sempre fazendo o melhor por você.

 

©Corel na Veia 15/10/2007/>2016 . All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top